Curitiba, a joia do Brasil

A cidade de Curitiba, capital do Paraná, já ganhou o título de melhor cidade do Brasil. Somente este título já seria suficiente para despertar a curiosidade de viajantes para irem até lá e ver o que a cidade tem para ganhar uma eleição como essa, mas Curitiba sabe atrair pessoas também através de seus muitos atrativos turísticos. 

A cidade modelo como é chamada, que tem seu sistema de transporte público copiado por várias outras cidades do mundo (como é o caso de Bogotá por exemplo), mostra que sabe agradar o turista fazendo uma linha de ônibus chamada Linha Turismo, que percorre os lugares mais importantes da cidade em um ônibus de dois andares. Os ônibus saem a cada meia hora e circulam das 09h00 às 17h30. Para quem estiver de carro ou a pé, não irá encontrar dificuldade já que é raro ver um engarrafamento na cidade que é muito bem sinalizada. 

Curitiba é uma cidade com forte influência de imigrantes europeus que até hoje fazem questão de manter seus costumes e suas tradições, o que só agrega mais cultura à cidade. Há inúmeras atrações turísticas como parques, igrejas, museus e etc. Mas alguns passeios são imperdíveis como estes a seguir: ir ao Teatro Ópera de Arame e Jardim Botânico, visitar o Museu Oscar Niemeyer, caminhar pelo Parque Barigui e Parque Tanguá, conhecer o Memorial Ucraniano, ir ao Bosque Alemão, conhecer a Arena da Baixada, caminhar pelo centro da cidade, fazer compras na Feira de Arte e Artesanato do Largo da Ordem que funciona aos domingos e há de tudo um pouco, de comidas, recordações de viagem, artesanatos até móveis para casa. Quem tiver a sorte de ter um tempo extra, pode aproveitar para fazer um passeio de trem pela Serra do Mar até a cidade de Morretes e provar o típico prato chamado barreado, vale muito a pena. 

Falando em prato típico, em Curitiba as cantinas italianas do bairro Santa Felicidade são uma atração turística, não somente pelas comidas servidas, mas por toda atmosfera que envolve o lugar. O Centro da cidade e o bairro Batel oferecem uma grande variedade de bares e restaurantes, de todos os tipos de comidas. 

Os meses de alta temporada em Curitiba são março devido ao Festival de Teatro e dezembro devido às apresentações de Natal, bom para quem viaja com crianças. 

Independente da época escolhida para viajar, conheça Curitiba e descubra por que ela já foi eleita a melhor cidade do Brasil!

Como chegar 

Para quem parte do Sudeste e do Sul do Brasil, ir para Curitiba de avião pode ser bastante rápido e barato. Isso porque as companhias aéreas fazem muitos saldões e o custo-benefício vale bastante a pena. Para se ter uma noção, é relativamente fácil encontrar um trecho do percurso por cerca de R$100, além de a duração ser muitas vezes na casa de 1h. Por essa razão, se não tiver pressa para conhecer a capital paranaense, ficar de olho nos melhores sites de promoções é altamente recomendável! 

Para quem parte de regiões mais distantes, especialmente do Norte e Nordeste brasileiros, geralmente há uma conexão em cidades mais próximas, como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Apesar de os voos serem mais longos e caros nessas ocasiões, eles ainda se configuram como a melhor opção para o viajante dessas áreas. Caso decida pelo transporte aéreo, a chegada provavelmente acontecerá pelo Aeroporto Internacional de Curitiba (Afonso Pena), que está situado a 18km do centro da cidade na região de São José dos Pinhais. Para chegar à cidade, tome um táxi, ônibus executivo ou ônibus comum. As três formas de locomoção são de fácil acesso, portanto a escolha final se dará de acordo com as necessidades e possibilidades financeiras do turista. 

Já para aqueles que partem de regiões mais próximas à capital paranaense, as viagens de carro e de ônibus também não são tão penosas. Partindo de São Paulo, o motorista deverá pegar a BR-116 (Régis Bittencourt) e percorrerá pouco mais de 400 km de estrada, o que garantirá uma viagem de aproximadamente 5h de duração. Já para aqueles que querem a opção mais econômica, os ônibus aparecem como boas pedidas. Saindo da Rodoviária do Tietê rumo à Rodoferroviária de Curitiba, o turista deverá encarar aproximadamente 6h de percurso. A boa notícia é que o terminal fica muito bem localizado, a apenas 2km do centro, o que facilita a locomoção já dentro da cidade. 

Vida noturna 

Se em muitos lugares frio e chuva podem significar ficar em casa, os curitibanos não assimilaram muito bem o recado. Com diversas opções de redutos boêmios, a cidade espanta não só pelas belezas dos seus parques durante os dias, mas também pela animação dos seus bares durante as noites. Despontando como uma cidade bastante eclética, a capital paranaense conta com estabelecimentos dos mais diversos, seja barzinhos mais requintados, casas de rock, instalações underground ou ainda baladas animadas de sertanejo. 

Quando o assunto é diversão noturna alguns pontos da cidade se destacam. Para aqueles que são adeptos do estilo descolado e alternativo, a dica é ir ao bairro de São Francisco. Por lá o que impera são os estabelecimentos que privilegiam uma boa música (especialmente rock e indie rock) regada a cerveja gelada. Pela própria característica do local, não é preciso ir com nenhum dress code específico. Todas as tribos são aceitas! Apesar de vir melhorando com o tempo, a região já teve muitos usuários de drogas, então tomar cuidado pelas ruas da área não lhe cairá mal! 

Já para aqueles que se sentem confortáveis em ambientes mais tradicionais, o Batel pode ser uma boa pedida. Com estabelecimentos mais cliques e algumas casas noturnas que privilegiam o sertanejo, essa é outra região boêmia da cidade. Apesar de ter um perfil diferente do São Francisco, também se configura como uma área repleta de opções para aqueles que se identificarem com a atmosfera do bairro. 

Para aqueles que pretendem sair à noite, mas querem fazer algo mais leve, a dica é procurar um bom restaurante para jantar. Curitiba também é reconhecida por sua gastronomia e um dos bairros mais tradicionais nesse quesito é Santa Felicidade. Lá podem ser encontrados muitos estabelecimentos italianos. Aliás, essa é uma das culinárias mais apreciadas por lá, então é bem representativa a quantidade de restaurantes dessa modalidade.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Quanto Custa Viajar. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: