Pernambuco, o que fazer em Porto de Galinhas

7 Passeios Imperdíveis


Sem dúvidas o maior atrativo de Porto de Galinhas são as suas praias lindíssimas que formam piscinas naturais em determinadas horas e dias, e uma imensa variedade de hotéis que vão de resorts imensos a pousadas acolhedoras. Mas isso você já deve saber. Então vamos entrar em detalhes mais práticos sobre o que fazer em Porto de Galinhas, e como aproveitar ao máximo a sua viagem além desses passeios.

1-Visitar as piscinas naturais

Sem dúvidas o passeio mais famoso de Porto de Galinhas. Pra aproveitar ao máximo o passeio pelas piscinas naturais, você deve prestar atenção na tábua de marés e nas fases da lua. Isso porque a piscina fica mais bonita durante a lua cheia e nova, quando a maré atinge seus níveis mais baixos. Nesse site você consegue ver a tábua de marés de um jeito bem descomplicado.

Há várias variáveis a serem consideradas para conseguir achar o melhor dia e hora para visitar as piscinas naturais. As dicas principais são:

Tente ir em um dia que a maré esteja igual ou abaixo de 0.5 (no máaaximo). Mais do que isso a maré já fica muito alta e não “dá piscina”. A dica para quem quer tentar ir mesmo em maré alta é estar lá no horário exato da maré mais baixa possível e tentar aproveitar alguma coisa. Mas saiba que você não verá as piscinas como elas realmente são e poderá se decepcionar. O importante é sempre estar com as expectativas alinhadas.

Vá uma hora e meia antes ou uma hora depois que a maré estiver no seu horário mais baixo. De preferência, vá antes, quando as águas estão mais clarinhas. Indo no exato horário do pico mais baixo, o passeio de jangada vira uma “travessia” apenas e você não poderá entrar na piscininha junto com os peixes porque a água fica sem vazão. Entretanto, esse é um bom horário pra quem prefere ver e tirar fotos das piscinas sem ninguém dentro e para ver a mini piscina com o “mapa do Brasil”.

Tenha em mente que é bem difícil achar o dia perfeito (lê-se: maré baixa perto do meio dia, com tempo aberto e luz do sol linda e natural), mas está tudo bem. Você vai se planejar o melhor possível seguindo as dicas anteriores, e aproveitar como puder.

Para fazer o passeio às piscinas naturais o melhor é pegar uma jangada que custa 25 reais por pessoa e passa primeiro nas piscinas e depois em outro ponto mais em alto mar, mas com banco de areia e pedras para quem não sabe nadar, e do lado de um local com 8 metros de profundidada para fazer snorkel e observar os corais e peixes. Ah, os jangadeiros sempre tem comidinhas para atrair os peixes.

Não se preocupe em tentar escolher uma jangada ou um jangadeiro. O esquema é chegar na pracinha na vila, logo em frente de onde estão as jangadas, e comprar seu bilhete em um quiosque. De lá você se dirige a praia e entra na próxima jangada disponível. Fique esperto em datas comemorativas e alta temporada, quando uma fila grande se forma podendo atrasar o seu passeio (corre-se o risco de perder o melhor horário do dia). A travessia da praia até as piscinas naturais é bem rápida, em torno de 10 minutos.

Vale dizer que em dias e horários de maré muito baixa, é possível ir nadando até as piscinas naturais. Mas eu recomendo ir apenas se você tem bastante experiência e confiança nas suas habilidades, pois as vezes você passa por uma correnteza fortinha ou pode se cansar. Cheque direitinho as condições do mar antes de entrar e veja se há salva vidas por perto. Minha indicação é: você está de férias, então faça o passeio de jangada e fique tranquilo! A economia não vale a pena…

2- Passeio de buggy – ou carro/ônibus – de ponta a ponta (5 praias)

Esse é um passeio bem conhecido pela região, e é possível reservar na esmagadora maioria dos hotéis ou agências do centro da cidade.

Como o nome diz, o passeio de ponta a ponta explora toda a extensão das praias de Porto de Galinhas. O passeio é basicamente um “praia-tour” e passa pelas seguintes:

Praia de Muro Alto: corais e pedras formam um muro natural, possibilitando sempre ter uma piscina de águas calmas na beira da areia.

Pontal do Cupe: uma pontinha de praia que separa a praia do Cupe com a praia de Muro Alto. Aqui também há formação de piscinas naturais, mas em uma menor proporção do que na praia de Porto de Galinhas.

Praia de Porto de Galinhas: onde está o centrinho e as piscinas naturais mais famosas e grandiosas de Pernambuco.

Praia de Maracaípe: uma praia de surfistas com ondas grandes e mar agitado. O buggy normalmente não para aqui, apenas passa (a não ser que seja solicitado e acordado isso). Esse é o único trecho do trajeto em que carros não passam.

Pontal de Maracaípe: onde o rio encontra o mar, e um excelente lugar para finalizar o dia e ver o pôr do sol.

É bem comum fazer esse passeio de buggy, para até 4 pessoas. Mas você pode fazer tudo por conta própria, se estiver de carro próprio ou alugado, parando nas praias que desejar.

Se estiver de carro, é possível fazer o seu próprio “praia-tour” de ponta a ponta.

Para quem escolhe se aventurar de buggy, as opções de preço e tempo disponíveis são:

  • 4 horas de passeio – R$200,00
  • 6 horas de passeio – R$250,00
  • 9 horas de passeio – R$300,00

O trajeto é sempre o mesmo, passando por essas 5 praias, a diferença está no tempo e ritmo do passeio.

Se você escolher o passeio de 9 horas, terá tempo suficiente para aproveitar com calma em cada praia, poderá parar pra almoçar, tomar uma cervejinha e até fazer outros programas, como alugar um stand up paddle no Pontal do Maracaípe. Sem correrias, e um programa para o dia inteiro.

Se escolher o tour de 4 horas, você pode ver um pouquinho de cada praia, e depois voltar por conta própria na que mais gostar. O mais comum é o de 6 horas. Eu fiz o de 9 horas porque queria aproveitar o dia todo e estávamos em 4 pessoas. Mas a escolha vai de tempo, disponibilidade, bolso e gosto.

3- Praia de Serrambi

Uma praia que fica de fora do passeio de ponta a ponta, mas é lindíssima é a praia de Serrambi. Ela fica depois ainda do Pontal do Maracaípe, um pouquinho longe do centrinho, mas ainda de fácil acesso (em torno de 20 minutos de carro da vila).

No passeio de buggy de 9 horas é possível negociar uma parada extra com o bugueiro e pedir para incluir Serrambi no roteiro (prepare-se para deixar uma caixinha extra). Mas se você tem muitos dias por lá, deixe para um outro momento para não colocar muitas praias em um dia só e no final não aproveitar nenhuma direito.

Se não tiver feito o passeio de buggy, faça o combo praia de Serrambi + Pontal do Maracaípe no final da tarde para ver o pôr do sol. Você não vai se arrepender.

4- Bate e volta para a Praia dos Carneiros

Recomendo esse passeio para quem tem pelo menos 3 ou mais dias em Porto de Galinhas, e não pretende voltar a Pernambuco tão cedo. Ou melhor ainda: recomendo juntar em uma mesma viagem Porto de Galinhas e Carneiros e dividir a sua estadia entre as duas.

Mas calma, esse não é um bate e volta impossível ou difícil de ser feito. Muito pelo contrário, ele é fácil e vale a pena. A recomendação do parágrafo anterior é válida porque as vezes a gente quer abraçar o mundo e no final não consegue curtir nada direito. Resumo: se já tiver conseguido curtir direito Porto de Galinhas, se joga rumo a Carneiros sem dó!

A Praia dos Carneiros é lindíssima e fica a 50 km do centrinho de Porto (60km de Muro Alto). Se não estiver de carro para ir por conta própria, você pode contratar um passeio fechado em alguma agência (o transfer fica em torno de 60 reais por pessoa), falar direto com o seu hotel, alugar um carro, ou ainda: ir de uber! Sim, o uber estava bem disseminado na época que eu estava lá (vale ressaltar que era carnaval) e o valor ficava em torno de R$100 para o trecho, uma boa opção para quem está em 4 pessoas.

5- Ver o pôr do sol do Pontal de Maracaípe

Sei que já falei sobre o pôr do sol no tópico do passeio de ponta a ponta, mas reforço aqui para não passar batido.Não deixe de ir no final do dia para o Pontal do Maracaípe para curtir um belo entardecer, tomar um açaí ou fazer um stand up paddle. Você também pode fazer um passeio de jangada pelos manguezais e aproveitar a vista de dentro da água.

Lembre-se de chegar pelo menos uma hora antes do horário que o sol está marcado para se pôr, isso porque ele desce muito rápido e você não vai conseguir aproveitar nada depois, já que o lugar é mais isolado e fica escuro rápido.

6- Passear pelo centrinho da cidade a noite

O centrinho tem ótimas opções de restaurantes, algumas lojinhas e é um passeio gostoso para ir a noite, quando já não rola mais praia.

7-Curtir o seu hotel

Muita gente vai a Porto de Galinhas para aproveitar da grande oferta de diferentes hotéis. Há resorts all inclusive, opções ótimas para famílias, hotéis luxuosos e mais exclusivos e também pousadinhas desencanadas. Se você também está indo para o destino pelo hotel e se o seu hotel tem uma boa estrutura, nada mais justo do que tirar um tempo para aproveitá-lo.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Segredos de Viajem. Edição, Área Jornalística Oitravels.

WhatsApp Image 2020-04-16 at 11.52.50
Oitralavels – acesso para reservar seu hotel aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: