Alasca atrai visitantes do mundo todo

A paisagem selvagem

Turistas de todo o mundo estão cada vez mais viajando para o Alasca, e é fácil entender o porquê: a fim de desfrutar da natureza em sua majestade mais selvagem.

Mais de 167 mil visitantes internacionais (excluindo canadenses) viajaram para o Alasca entre junho e setembro de 2016, comparado a 154 mil em 2011, de acordo com a Associação da Indústria do Turismo do Alasca. Em parte, viajar é popular nessa época do ano, porque é o período em que os dias são mais longos. Em 21 de junho, o sol brilha durante 19 horas em Anchorage e por 22 horas em Fairbanks.

Sistematicamente, os europeus continuam a representar a maior parte (38%) dos visitantes internacionais do Alasca, mas os turistas de China, Índia, Austrália e Nova Zelândia estão visitando o estado cada vez mais, informou a associação estadual de viagens.

Aqui está o motivo pelo qual muitos se aventuram a ir ver ou vivenciar o Alaska:

Aventura

GettyImages-112897483
Esquiador atravessa por caminho adaptado coberto de neve em um estádio no Parque de Kincaid em Anchorage, no Alasca (© Bill Roth/Anchorage Daily News/MCT via Getty Images)

Os turistas podem visitar um dos oito parques nacionais a fim de desfrutar de paisagens em montanhas e geleiras por meio do esqui cross-country. Outras atividades turísticas populares no estado incluem passeios de caiaque, viagem de mochileiros, alpinismo em montanhas e geleiras, e rafting em corredeiras. A pesca de halibute e salmão-real no oceano ou a pesca com mosca para capturar trutas enormes em rios, riachos e lagos abundantes do Alasca também atraem visitantes.

Vida selvagem

shutterstock_126888161
(Shutterstock)

O Alasca é um dos melhores lugares para observar a vida selvagem. Rafting no rio Kongakut, próximo da costa do Ártico, por exemplo, oferece oportunidades para ver ursos-pardos, rebanhos de caribu e águias douradas. Hospedar-se em uma das inúmeras pousadas em meio ao território selvagem do Alasca oferece um conforto isolado com acesso ilimitado à paisagem da vida selvagem.

Paisagem

shutterstock_383159977
A ferrovia da rota “White Pass & Yukon” passa ao longo de penhascos a caminho de Skagway, no Alasca (Shutterstock)

As excursões ferroviárias são uma das principais atividades turísticas no Alasca, onde os viajantes podem desfrutar de uma paisagem em constante mudança a partir de um assento de janela seguro e confortável. A ferrovia do Alasca possui 756 km de extensão e passa por Seward, na península de Kenai, ao norte de Anchorage, além de Talkeetna, Parque Nacional de Denali e Fairbanks.

Aurora boreal

GettyImages-154083112-1
As luzes da aurora boreal se movimentam no céu em uma exibição brilhante por cima de Point Woronzof em West Anchorage, no Alasca (© Bob Hallinen/Anchorage Daily News/MCT via Getty Images)

De meados de setembro até o final de abril, os turistas afluem ao Alasca para a aurora boreal — o espetacular show de luzes da natureza nas regiões árticas. Em noites claras, tons deslumbrantes de verde, azul, vermelho e roxo parecem “dançar” em todo o céu noturno repleto de estrelas. As luzes da aurora são, na verdade, colisões entre partículas portadoras de carga elétrica da atmosfera do Sol e partículas de gás na atmosfera terrestre.

Iditarod

GettyImages-163667744
O americano condutor de cães Mitch Seavey conduz sua equipe de cães de Iditarod para fora da White Mountain, no Alasca, e em direção à linha de chegada na cidade de Nome (© Bill Roth/Anchorage Daily News/MCT via Getty Images)

A corrida da trilha de Iditarod com trenós puxados por cães atrai turistas em março. A competição de longa distância abrange cerca de 1.688 km de trilhas definidas de Anchorage até Nome. São necessários de oito a quinze dias para que um piloto, ou condutor de trenó, e uma equipe com 16 cães completem o trajeto. A maioria dos pilotos (cerca de 50 por ano) vem do Alasca, mas nos últimos anos concorrentes de 14 países participaram da corrida.

“O Alasca é o refúgio ideal para visitantes internacionais”, disse Tanya Carlson, funcionária da Associação da Indústria do Turismo do Alasca. “Eles estão buscando uma experiência onde podem passar o tempo de lazer com seus companheiros de viagem, mas também experimentar algo que é uma nova aventura para eles, como a observação da vida selvagem ou os voos de observação* [passeio turístico pelo ar].”

Auroras e galeria

7205909856_a2425a6b82_z
O Alasca possui uma extensão litorânea maior do que todos os estados dos EUA combinados! (Serviço Nacional de Parques)

Apelidado de “A última fronteira”, o Alasca é mais próximo da Rússia (3,9 km) do que dos 48 estados contíguos (800 km). É também um lugar de beleza majestosa, com 17 parques nacionais, com montanhas escarpadas, lagos cristalinos e metade das geleiras do mundo.

O Alasca é o hábitat da águia de cabeça branca (o símbolo nacional dos Estados Unidos), de ursos e do caribu, entre outras espécies abundantes da vida selvagem. O maior estado da União, também é o menos densamente povoado. Não se preocupe — existem agora outras maneiras de cruzar o gelo além do trenó puxado por cães, embora pilotar trenós ainda seja o esporte oficial do estado do Alasca.

Alaska_Portuguese
(Depto. de Estado)

Lugar para passear

No Parque Nacional de Katmai, a caça é proibida e há uma abundância de salmão, o que contribui para uma das mais densas populações de ursos da América do Norte.

Ande de trenó puxado por cães!

19315157501_e0e9b96afd_z
(Bureau de Gestão de Terras)

A Corrida de Trenós puxados por Cães na Trilha Iditarod é uma competição anual por meio da tundra desde Anchorage até Nome, no Alasca. O percurso feito com o tempo mais rápido já registrado é um pouco superior a oito dias e meio!

Vida selvagem em exposição

O Alasca oferece amplas oportunidades para avistar espécies da vida selvagem. Alces e caribus podem ser vistos nos parques nacionais, e um passeio de barco nas vias navegáveis costeiras é ideal para avistar lontras, baleias e botos.

AP_604777336574-Alaska-whale-breaching
(© AP Images)

Um paraíso para os amantes de esportes

As atividades ao ar livre são populares durante o ano todo. As longas horas à luz do dia do verão do Alasca permitem um tempo extra para caminhar, andar de bicicleta, praticar rafting em corredeiras, passear de snowmobile e muito mais.

Alaska-Whitewater_rafting_Alaska_2010
(Keith Parker/Creative Commons)

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por ShareAmerica. Edição, Área Jornalística Oitravels.

WhatsApp Image 2020-04-17 at 12.38.13
Solicitar aqui seu Hotel em Alasca, Oitravels te leva…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: