Beleza natural do Meio-Oeste dos EUA

1_1509052621
O Parque Nacional de Badlands na Dakota do Sul apresenta noites com um céu impressionante (© Daniel Regner/Getty Images)

Comumente chamado de celeiro dos Estados Unidos, o Meio-Oeste é mais conhecido por seus setores manufatureiro e agrícola, pastagens férteis e povo amigável. Algo menos conhecido por muitos são as maravilhas naturais que ocupam os amplos espaços abertos do Meio-Oeste. Localizado entre as planícies e os vales escondidos da região, estão alguns dos pontos de interesse mais bonitos dos Estados Unidos.

Parque Nacional de Badlands, Dakota do Sul

GettyImages-583875362-666x420Caracterizada por formações rochosas com listras e padrões incomuns, a paisagem acidentada do Parque Nacional de Badlands* se estende por 90.650 hectares e atrai quase 1 milhão de visitantes por ano. Bisões, cães-da-pradaria e furões-do-pé-preto estão entre as espécies animais nativas.

Um antigo mar cobria o parque de Badlands há 75 milhões de anos, causando a erosão da paisagem e formando os distintos platôs e estruturas rochosas que hoje cativam os turistas. O mar também deixou para trás uma das mais ricas coleções de fósseis de ossos e conchas do mundo. (O Parque Nacional de Badlands também fica a 120 km de outra atração famosa, o Monte Rushmore*, onde os rostos de quatro presidentes — George Washington, Thomas Jefferson, Abraham Lincoln e Theodore Roosevelt — estão esculpidos em uma encosta de granito.)

Vales do Rio Wisconsin, Wisconsin

MK79B8_A-1024x689
© Jacob Boomsma/Alamy

Conhecidos por seus desfiladeiros, cânions tributários e formações rochosas de arenito, os Vales do Rio Wisconsin* se estendem por oito quilômetros e são os favoritos entre os habitantes locais e visitantes. Em certos pontos ao longo da margem do rio, os penhascos se erguem 30 metros acima do rio, resultado da erosão causada por anos de água e vento batendo contra as rochas.

Os parques aquáticos vizinhos dos Vales do Rio Wisconsin incluem um dos maiores parques aquáticos do mundo.

Chimney Rock, Nebraska

Nebraska Chimney Rock landmark along the route of the Oregon Trail
A67986 Nebraska Chimney Rock landmark along the route of the Oregon Trail. © Jacob Boomsma/Alamy

Elevando-se quase 91 metros acima do Vale do Rio North Platte, a formação geológica chamada Chimney Rock* é um marco imponente que já foi um dos mais famosos pontos de referência para os pioneiros do século 19 que viajavam pela Trilha de Oregon desde Independence, no Missouri, até Oregon City, no Oregon. Desde meados dos anos 1800, os colonos passavam pela estrutura formidável em sua jornada de 3.200 quilômetros a oeste. A formação rochosa indicava o fim da trilha plana da pradaria e o começo do terreno mais íngreme e montanhoso do Colorado.

Atualmente, Chimney Rock tem a designação de monumento histórico nacional.

Rock City, Kansas

D6PWBT_a-1024x683
© Jacob Boomsma/Alamy

Composta de estruturas gigantes de rochas cimentadas com calcita, a Rock City* contém um total de 200 rochas esféricas que variam de 3 a 6 metros de diâmetro. Essa anomalia geológica ocupa uma pradaria plana do Kansas.

Os visitantes gostam de escalar as rochas a fim de posar para fotos em pé no topo.

Starved Rock, Illinois

midwest-dip
© Jacob Boomsma/Alamy

Famoso por seus impressionantes cânions, formados por águas glaciais de degelo, o Starved Rock* é caracterizado por vistas de tirar o fôlego e mais de 21 quilômetros de trilhas com acesso a cachoeiras e fontes naturais.

Acampamento, pesca e passeios de barco são atividades recreativas populares no parque. No inverno, quando o parque está coberto de neve e as cachoeiras cênicas se transformam em cascatas de gelo, os visitantes podem patinar no gelo e andar de trenó.

Brandywine Falls, Ohio

Brandywine Falls with tourists playing at the base of the falls (Cuyahoga Valley National Park)
F2TF3E Brandywine Falls with tourists playing at the base of the falls (Cuyahoga Valley National Park). © Jacob Boomsma/Alamy

Em Ohio, as Cachoeiras Brandywine*, cujas águas passam por uma camada sólida de arenito, têm 26 metros de altura e são acessíveis aos visitantes por meio de um calçadão. A camada superior rústica de arenito de Berea cobre rochas porosas e xistos de Cleveland, que dão à água em cascata a aparência de um véu de noiva.

Parque Nacional Theodore Roosevelt, North Dakota

Bison crossing the Little Missouri River in Theodore Roosevelt National Park, North Dakota, USA
D2RR57 Bison crossing the Little Missouri River in Theodore Roosevelt National Park, North Dakota, USA. © Jacob Boomsma/Alamy

Local que abriga centenas de espécies de animais, o Parque Nacional Theodore Roosevelt* é um destino popular para observação de espécies da vida selvagem, bem como para caminhadas e passeios a cavalo.

A paisagem muda de acordo com as estações — pastagens marrons no outono, campos nevados durante o inverno e gramíneas nativas a cada primavera e verão. À noite, o céu aberto serve de pano de fundo para as estrelas, e as chuvas de meteoros costumam ser visíveis.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Canadá Intercâmbio. Edição, Área Jornalística Oitravels.

20150326094822687200_shutterstock_64129105 yosimite
Pacotes Califórnia Express Saídas de Los Angeles. Veja os detalhes aqui e reserve…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: