As maravilhas de África do Sul

A África do Sul é um país que pode te surpreender! Afinal, o destino consegue unir a emoção dos safáris, belas praias e cidades de grande riqueza cultural, a começar pela Cidade do Cabo que é tão bonita na geografia quanto o Rio de Janeiro. Ao contrário do que muita gente possa pensar, o país é um ótimo lugar para se conhecer.

Por ser bem estruturada para o turismo, a África do Sul recebe cerca de 10 milhões de turistas estrangeiros por ano, o dobro do Brasil! E com uma vantagem extra: a de ser bastante acessível, ao menos para nós brasileiros.

É o destino perfeito para os amantes de natureza, mas não só para eles, já que a Cidade do Cabo pode muito bem ser considerada quase um “balneário europeu” devido a sua programação cultural e atmosfera jovem. Johanesburgo, por outro lado, apresenta-se como um grande centro urbano, com ruas movimentadas e atrações turísticas que relembram o passado histórico recente do apartheid.

AFRICA00

E se for de lugares curiosos que você gosta de visitar, a África do Sul também pode te surpreender nesse aspecto, já que o país é banhado por dois oceanos (Atlântico e Índico), possui 11 línguas oficiais e tem três capitais. Pluralidade é o tema em questão por lá, além de algumas das paisagens litorâneas mais bonitas do mundo.

AFRICA5A

Quando ir a África do Sul

Geograficamente, a África do Sul está em zona de clima temperado, e como fica no hemisfério sul, as estações do ano são exatamente iguais às do Brasil.

Para os safáris, a melhor época é no outono e inverno, nos meses de março a setembro. Esse é o período de seca, que faz com que os animais se desloquem em busca d’água, e dessa forma fica mais fácil encontra-los.

Na Cidade do Cabo, entretanto, nesse período costuma ventar bastante.

Se você for no verão, em dezembro e janeiro, prepare-se para enfrentar estradas lotadas, pois é quando os sul-africanos do interior fogem do calor e viajam rumo às praias e reservas.

Alta temporada (de dezembro a janeiro)

Por ser verão nessa época do ano, costuma fazer muito calor, principalmente na área do Parque Nacional Kruger. Na Cidade do Cabo quase não chove nessa época do ano. Além disso, no verão os dias são mais longos, ensolarados e ideais para explorar o lado natural das cidades.

Média temporada (julho e agosto)

É inverno no país e a melhor época para os safáris. Na região do Parque Nacional Kruger e nos arredores de Johanesburgo, as temperaturas caem e o clima fica agradável. Entretanto, é importante ressaltar que costuma anoitecer cedo nessa época do ano, por volta das 18h.

Baixa temporada (outubro e novembro/março a junho)

A primavera traz clima ameno e a queda no número de turistas, por isso, quase tudo fica mais barato e menos lotado. Obviamente, essa é a melhor estação para ver as árvores floridas nos parques da África do Sul.

Março a junho também são baixa temporada porque é fim do outono e início do inverno. Mas, é uma ótima época para viajar. Nesse período, chegam as baleias-francas-austrais na costa sul-africana, que ficam até outubro.

AFRICA0

Informações Úteis
  • Capital: Cidade do Cabo, Pretória e Bloemfontein.
  • Moeda: Rands (R).
  • Idioma: Inglês, africanse (ou língua africâner) e outros nove idiomas.
  • População: 55,9 milhões.
  • Requer Visto: Não.
  • Requer Vacinas: Sim, febre amarela.
  • Eletricidade: 220v.
  • IDH: 0,666 (119º).
Lugares para conhecer na África do Sul
1. Simon’s Town

AFRICA1

A poucos quilômetros da Cidade do Cabo, Simon’s Town atrai 60 mil visitantes anualmente por conta dos habitantes de Boulders Beach: uma porção de pinguins. É nesta praia onde se tem a experiência única de se aproximar de pinguins africanos, preservados com a ação de diversas entidades. Além deles, a cidade conta com museus, praias maravilhosas, pontos para mergulho e snorkel.

2. Joanesburgo

AFRICA2

Uma das portas de entrada para a África, a capital da província de Gauteng é a mais jovem e maior cidade da África do Sul. É notável seus contrastes entre arranha-céus modernos, bazares indianos e mercados africanos, revelando parte de seu mix cultural. Ali está parte da trajetória de Nelson Mandela e do Apartheid, o estádio da Copa do Mundo de 2010, a colorida região de Soweto e os floridos Jacarandás roxos de Parkwood. Nas proximidades, visite sítios arqueológicos e safáris como o Pilanesberg National Park. Com sorte, dá pra avistar animais como o leão, o elefante africano, o leopardo, o búfalo e o rinoceronte.

3. Durban

AFRICA3

Embora seja a maior colônia indiana fora da Índia, Durban é como uma “Austrália africana”: vibrante, jovem, litorânea, cheia de points descolados e moderninhos onde circulam surfistas. Enquanto a orla reúne a galera interessada em esportes radicais e famílias, cafés, lojas, monumentos arquitetônicos e centros de lazer se espalham por toda a cidade, que é uma das maiores da África do Sul. Não deixe de ir ao Jardim Botânico, um dos mais antigos do país.

4. Mpumalanga

AFRICA4

É nesta região onde fica o Blyde River Canyon, o terceiro cânion mais profundo do mundo e o maior da África do Sul. Com três espirais maciços de dolomita, uma coluna de quartzito e confluência dos rios Blyde (da alegria) e Treur (da tristeza), tem 50 km de extensão, formando uma das mais belas reservas naturais do país. Outro fenômeno geológico é Bourke’s Luck, que após erosão é composto de belas piscinas naturais repletas de peixes. Mpumalanga também é a porta de entrada do Parque Nacional Kruger, onde se observa a vida selvagem típica dos safáris.

5. Franschhoek e Stellenbosch

AFRICA5

O vale de Stellenbosch tem a segunda maior colônia européia da África do Sul, resultando na segunda maior região vinícola do país. Com mais de 200 produtores em seu território, a região fica a apenas 50 km da Cidade do Cabo. Para quem gosta de vinhos e pitorescas paisagens, vale a pena incluir Franschoek no roteiro. Com heranças francesas, o destino é parada obrigatória para enólogos e apreciadores da bebida.

6. Port Elizabeth

AFRICA6

Mais de 40 km de praias banhadas pelo oceano Índico compõem o cenário de Port Elizabeth, uma simpática metrópole com traços da colonização inglesa. Um dos pontos mais conhecidos da região é a Rota Jardim, que ao longo de 316 km de belas estradas entre a Cidade do Cabo e Port reúne vinícolas, reservas naturais, safáris, museus, parques, bons restaurantes e lojas. Plettenberg Bay, Knysna, George e Hermanus são algumas das paradas obrigatórias.

7. Pretória

AFRICA7

Próxima a Joanesburgo, é nesta cidade onde se reúne o poder executivo da África do Sul e indústrias tecnológicas. A cidade é tranquila e conhecida por suas ruas floridas, repletas de 70 mil Jacarandás que florescem na Primavera. A natureza é uma grande atração turística, vista também em belos parques. Museus, teatros, baladas, lojas, galerias de arte e um antigo mercado de agricultores compõem seus atrativos. Não deixe de visitar Ndebele, uma tribo que vive na região e que colore suas casas de forma bem inusitada.

8. Rustemburgo/Sun City

AFRICA8

Logo ao lado do Parque Nacional Pilanesberg, em Rustemburgo, está Sun City, que não é bem uma cidade e sim um grande complexo hoteleiro. Chamado de The Palace, por muito tempo carregou o título de “único hotel seis estrelas do mundo”. Tão enorme quanto uma cidade, é uma grande área de lazer com direito a praia artificial, piscinas, spa, campo de golf, cassinos, danceteria, quadras de tênis, viveiro de crocodilos, centro de compra, cinema, restaurantes, entre outros. Durante uma caminhada por lá é possível encontrar macacos que andam livremente por seus cantos.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Quanto Custa Viajar/Viajo Logo Existo. Edição, Área Jornalística Oitravels.

InShot_20200710_101641779

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: