Kinderdijk, os famosos moinhos da Holanda

Kinderdijk é uma pequeníssima cidade próxima a Rotterdam e que abriga uma das maiores atrações da Holanda. Ali, ao longo de um canal, está a maior concentração de moinhos antigos da Holanda.

Quem procura clichês holandeses não deve deixar de visitar Kinderdijk. Numa bela paisagem típica, com campos verdes abaixo do nível do mar, canais (os “Poldern”) estão os majestosos moinhos de vento. Turistas de todo o mundo vem visitar esta atração que é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1997.

O cenário é lindo! Já na chegada se vê os belos 19 moinhos enfileirados em ambos os lados de um longo de um canal fazendo figura e deixando a turistada com os dedos nervosos para bater fotos. Não importa qual estação do ano , a visita é sempre fascinante. Um destaque especial é no inverno, quando os rios são congelados e pode-se inclusive patinar na frente dos moinhos de vento!

Kinderdijk10

Os moinhos de vento são tão típicos porque fazem realmente parte da história do país. Eles sempre foram parte integrante da vida holandesa, e vem sendo usados durante séculos para diversos fins. Num dos papéis mais importantes, os moinhos ajudam a drenar as terras que estão abaixo do nível do mar. Afinal os holandeses sempre tiveram que lidar com as inundações e trabalhar arduamente para manter cada metro de suas terras seca.

A fim de tornar a terra utilizável para a agricultura, no século XIV começaram as construções de diques. E no século XVIII, o uso de moinhos começou a ser direcionado para drenar o solo. Ao mesmo tempo, os diques assumiram uma função de proteger os moradores das inundações.

Com a ajuda do vento, os moinhos removem o excesso de água, evitando assim, as inundações frequentes. Claro que eles não fazem o trabalho sozinhos. Além dos moinhos, existe um sistema de diques, represas e canais para coletar a água. Hoje em dia, inclusive se conta com modernos sistemas de bombas. Mas o charme dos moinhos sobrevive e em ocasiões especiais, eles retomam seu propósito original.

Os moinhos tem inclusive um dia comemorativo, o “Landelijke Molendag” (Dia Nacional do Moinho). Ele acontece no segundo final de semana de Maio e nesta data cerca de 1200 moinhos voltam a ativa e bombeiam a água dos polders, como nos tempos antigos.

Alguns moinhos podem até ser visitados por dentro (por exemplo, o Nederwaard em Kinderdijk), mas muitos deles são de propriedade privada e usados como casas de família. Por isto a visita a Kinderdijk se torna tão especial. Afinal, num mesmo lugar pode-se ver vários moinhos, de diferentes tipos e ainda conhecê-los por dentro.

Kinderdijk5

Kinderdijk fica em Alblasserwaard, na confluência dos rios Noord e Lek. A região de Alblasserwaard, como muitos dos campos holandeses, está abaixo do nível do mar. E devido a necessidade de evitar as inundações, surgiu Kinderdijk. Os moinhos aqui usavam energia eólica (o vento) para bombear o excesso de água desta área para áreas mais altas ou direcionam-na para o rio Lek.

O Nome Kinderdijk

Kinderdijk3

O nome Kinderdijk (pronuncia-se quinderdique) significa no dique das crianças. Não se sabe ao certo de onde vem o nome. Uma lenda conta que houve uma inundação em 1421. E com ela, veio um berço com uma criança chorando e um gato, que foram encontrados intactos no dique. Outra teoria para a origem do nome afirma que o dique foi construído com a ajuda do trabalho infantil.

Os Moinhos de Kinderdijk

Os moinhos de vento em Kinderdijk foram todos construídos no século XVIII, mais precisamente entre 1722 e 1761. A partir de 1738, surgiram os oito moinhos redondos de tijolos vermelhos. Eles estão localizados a oeste do canal Nieuwen Waterschap.

Kinderdijk4Mais a leste estão oito moinhos octogonais. Exceto por um moinho, que foi construído em 1761, os moinhos octogonais são todos de 1740. Eles são feitos de madeira e estão localizados diretamente na hidrovia. Mais três moinhos similares ficam um pouco mais para dentro do polder.

Kinderdijk6 Kinderdijk5Ainda pode ser visto um moinho único, o Blokweerse Molen, apelidado de “De Blokker“. Seu ano de construção é desconhecido, no entanto, ele sofreu vários incêndios e foi reconstruído pela última vez em 2001. 

Os moinhos de Kinderdijk estavam em operação até os anos 50. E apesar de se encontrarem em boas condições de uso, só alguns poucos ainda funcionam. Isto porque atualmente os moinhos foram substituídos por um sistema automatizado de bombeamento de água.

Outra curiosidade é que famílias responsáveis pela conservação e manutenção dos moinhos, até hoje, residem dentro deles.

O que fazer em Kinderdijk

A grande atividade por lá é mesmo admirar e fotografar os moinhos. É basicamente uma grande área com um canal central e moinhos dispostos ao longo dele, nas duas margens. Entretanto, dois dos moinhos são museus e podem ser visitados. Desta forma pode-se aprender sobre seu funcionamento e conhecer várias informações sobre eles e suas funções.

Photo of windmill in Holland with blue sky

Caminhar

Os moinhos ficam reunidos em uma mesma área plana e alinhados em duas fileiras, então é muito fácil passear por ali. Pode-se caminhar entre os moinhos num passeio pavimentado ao longo do canal. Basicamente vai se caminhando e apreciando os moinhos.

Bicicleta e Barco

Kinderdijk mapa

Aqueles que não querem andar muito, ou preferem um passeio mais rápido, é interessante saber que existe a opção de fazer o passeio de bicicleta (é possível alugar lá), ou ainda fazer um passeio de barco pelo canal que passa ao lado de todos eles. A vista do barco é bem interessante e o passeio leva em torno de 20 minutos.

Wisboom Visitors Centre

Kinderdijk Wisboom

Logo na entrada, a esquerda do canal, está o prédio do centro de visitantes. Neste lugar funcionava a antiga estação de bombeamento de Wisboom. Ali é apresentado um filme sobre Kinderdijk explicando sua história e dando várias informações (incluído no bilhete de entrada dos museus). Também pode-se ver as antigas máquinas da estação de bombeamento.

Kinderdijk barco + museus

Kinderdijk tem dois moinhos que se transformaram em museu: o Blokweer e o Nederwaard. Eles ficam mais para dentro de Kinderdijk e podem ser acessados à pé, numa caminhada, ou com um barco especial, que faz o percurso entre eles, juntamente com o passeio de barco, para quem compra a entrada para os museus + passeio de barco.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Viajoteca. Edição, Área Jornalística Oitravels.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: