Muita beleza natural, cultura e história no Paraná

Paraná é um dos estados que compõe a região Sul do Brasil, junto com Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Um estado maravilhoso, com opções de turismo para todos os estilos, desde sol e praia até o turismo ferroviário. Rico em belezas naturais, história e cultura, inclusive, conta com a maior diversidade étnica do Brasil.

Quando ir

No Paraná você vai encontrar opções de turismo para todas as estações do ano, então decidir quando ir, depende muito da experiência que você quer ter.

No litoral o clima é de um verão bem quente, com chuvas bem distribuídas durante o ano. Nas cidades mais elevadas as chuvas também são bem distribuídas, porém o verão é mais ameno, e o inverno costuma ser mais seco e gelado.

Uma dica importante é que o clima varia muito, então na hora de planejar sua viagem, considere sair preparado para encarar todas as estações. Curitiba por exemplo, tem a fama de concentrar as 4 estações do ano em apenas um dia.

Pontos turísticos do Paraná

1. Cataratas do Iguaçu

Considerada uma das maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu estão na fronteira entre Brasil e Argentina, no Parque Nacional do Iguaçu. O parque localizado em Foz do Iguaçu é, hoje, a maior reserva de floresta pluvial subtropical do mundo e foi tombado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, em 1986. Trata-se de um dos principais pontos turísticos e o mais conhecido do estado.

2. Vila Velha, em Ponta Grossa

Maior atrativo natural de Ponta Grossa, o Parque Estadual de Vila Velha é composto por três elementos: Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada. Conta com uma área de 3122 hectares, coberto, em sua maior parte, por campos naturais e fauna variada: lobos-guará (já raros), jaguatiricas, quatis, gatos-do-mato, iraras, furão, catetos, veados, tatus, pica-paus, pombas, perdizes, tamanduás-bandeira e mirins.

3. Jardim Botânico, Curitiba

O Jardim Botânico é um dos pontos turísticos do Paraná mais visitado, administrado pela Prefeitura Municipal de Curitiba. Funciona como um centro de pesquisas da flora do Paraná e o seu nome oficial é uma homenagem à urbanista Francisca Maria Garfunkel Rischbieter.

Sua área total é de 278.000 metros quadrados, boa parte dela corresponde a um remanescente florestal típico da vegetação regional (capões), com nascentes que formam lagos. A maior atração é uma estufa de ferro e vidro com 450 metros quadrados, inspirada no Palácio de Cristal de Londres, abrigando exemplares vegetais característicos de regiões tropicais e esculturas como “A Mãe” (situada no jardim), que também fazem parte da paisagem.

Lá, ainda se encontra o Espaço Cultural Frans Krajcberg, com exposição permanente e uma dimensão de 1.500 metros quadrados de área construída, destinada a abrigar, exclusivamente, as obras doadas pelo artista Frans Krajcberg ao município de Curitiba. O local conta com estufa, bistrô, jardim francês, lago, museu, fontes, pistas de cooper, trilhas, santuários públicos, loja, equipamentos de ginástica, estacionamento e Jardim das Sensações.

4. Serra Verde Express

A empresa de viação férrea atende a região metropolitana, serra e litoral paranaense! Os 110 km de ferrovia permitem aos turistas conhecerem locais históricos e paisagens exuberantes. Vales, colinas, áreas de preservação ambiental, como o Parque Estadual do Marumbi, complementam esse trajeto incrível.

Não podemos nos esquecer da Ponte São João, com 55 metros de altura e o viaduto Carvalho ligado ao Túnel do Rochedo. A empresa viabiliza pacotes turísticos para a Ilha do Mel e outras localidades. Além disso, todos os dias, há trens que partem de Curitiba com destino à Morretes e, aos domingos, seguem até Paranaguá.

5. Ilha do Mel

A Ilha do Mel é um dos destinos mais queridos do Paraná. Muitas pessoas consideram as praias da ilha as melhores do estado. Além de toda a beleza natural que ela reserva, o charme e a tranquilidade da região também são fatores que cativam os visitantes.

6. Parque Estadual do Guatelá

Localizado na região dos Campos Gerais, o Parque Estadual do Guartelá tem como maior atração o Canyon do Rio Lapó, o 6º maior Canyon do mundo em extensão.

O parque apresenta, ainda, uma biodiversidade característica: espécies de lobo-guará, jaguatirica, veado, gavião-pombo e capivara podem ser observadas por lá. Sem falar das pinturas rupestres que datam aproximadamente 10 anos!

7. Sapopema

Sapopema está localizada ao norte do Paraná, há 125km de Londrina. A cidade se destaca por suas riquezas naturais que encantam aqueles que gostam de se aventurar e ficar em contato com a natureza. Antes de falar do Pico Agudo em si, vale ressaltar outros destinos em Sapopema. Dá uma olhada:

https://turistandopeloparana.files.wordpress.com/2017/06/toca_da_buzina_sapopema_parana.jpg?resize=770%2C1155

Toca da Buzina: essa é para quem não tem medo de locais apertados, de insetos e animais. A gruta é muito interessante, vale adicionar ao seu roteiro.

Casa de Pedra: é um sítio arqueológico, situado em uma propriedade particular, no bairro de Vida Nova. O mais legal desse passeio é seu valor histórico. Lá, foram encontrados indícios de vida primitiva, como pontas de flechas feitas de pedra lascada. A viagem até o local passa, primeiro, por um pasto com terreno bem inclinado e, depois, por uma pequena trilha com vegetação, pois fica à beira de um riacho.

Pico Agudo: essa é, sem dúvidas, a atração mais procurada para visitar na região de Sapopema. O pico tem cerca de 1.200 metros de altitude e cerca de 2km de caminhada da sua base ao topo. A caminhada é bem diversificada, passando por terrenos elevados e íngremes, trechos com necessidade de uso de cordas, mata fechada e também por campo aberto.

8. Pico Paraná, Antonina

Pico Paraná | portalantonina

Essa é a montanha mais alta do sul do Brasil, com 1.877 metros de altitude, localizada em um conjunto da serra, chamado “Ibitiraquire”, que, em Tupi, significa Serra Verde. O caminho até o local é bem tranquilo, mas quando entra em mata fechada, a trilha pode ficar um tanto desafiadora.

Ao chegar no topo, é possível observar Morretes, Antonina e Paranaguá. Nós recomendamos que, antes de se aventurar no Pico Paraná, você já tenha experiência em montanhismo, esteja equipado com lanternas e vá acompanhado de pelo menos 2 pessoas.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Temporada Libre. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: