Os encantos de Fernando de Noronha

Fernando de Noronha é um dos principais destinos de turismo do Brasil e está localizado em Pernambuco. Formado por um total de 21 ilhas, que ocupam uma área de 26 Km², o arquipélago é o lugar ideal para descansar e curtir embaixo e fora d´água com passeios de barco, bugue, caminhadas ecológicas, trilhas e muito mergulho.

Faça chuva ou faça sol, o arquipélago é a melhor opção para quem quer descansar e curtir vários passeios.

O período mais seco em Fernando de Noronha é de agosto a fevereiro, pois as chuvas geralmente ocorrem entre os meses de março a julho. Se você quiser conhecer esse lugar paradisíaco na baixa temporada, para encontrar preços mais acessíveis de hospedagem ou passagem aérea, programe-se para ir entre abril, maio e junho.

Entretanto, se você quer curtir muito sol e mar, visite a ilha em agosto ou setembro e, se quiser praticar muito surfe deixe para ir entre dezembro e março para encontrar as melhores ondas, principalmente na famosa praia de Cacimbe do Padre, local onde estão as conhecidas pedras gêmeas.

Pontos Turísticos

Os pontos turísticos de Fernando de Noronha nos convidam ao contato com a natureza. As vidas marinhas ali presentes são interessantes demais para se deixar passar, então lembre-se que encontrar aqueles tipos de animais marinhos em outra região é difícil.

Não se esqueça de que mergulho, seja snorkeling ou de cilindro, é algo imprescindível de se fazer em Fernando de Noronha.

Para quem não se sentir confortável em botar o pé na estrada e não quiser conhecer a ilha por conta própria, há diversas agências de turismo que oferecem passeios guiados.

Para visitar a Praia do Atalaia e suas piscinas naturais, isso é obrigatório, uma vez que o acesso a este local só é permitido com guias credenciados do parque nacional.

O mesmo acontece com o snorkeling na Praia do Sueste, considerada um dos principais redutos de tartarugas-marinhas do arquipélago.

1. Morro Dois Irmãos

Talvez o ícone mais famoso da ilha, o Morro Dois Irmãos é um dos pontos turísticos de Fernando de Noronha que você não pode perder: não há como visitar o arquipélago e não tirar uma foto em frente as duas formações rochosas quase idênticas uma da outra. O morro fica na Baía dos Sanchos e vale uma caminhada até a ponta da praia para ficar cara a cara com esse visual incrível.

2. Vila dos Remédios

A Vila dos Remédios é impossível de não ser visitada, já que é o centrinho e o único lugar habitado de Fernando de Noronha. Moram ali cerca de 3 mil pessoas. É na Vila que ficam localizados os restaurantes, algumas pousadas, o centro de saúde, escolas e até a sede da única emissora do arquipélago, a TV Golfinho.

É ali também que se encontra a Paróquia de Nossa Senhora dos Remédios, igreja construída em 1772 e que só em 2017 se desvinculou da Igreja Madre de Deus em Recife.

O Forte da Vila dos Remédios já é uma atração a parte por sua história secular: foi ali que holandeses fizeram o primeiro forte durante a invasão ao nordeste do país.

A construção erguida em 1737 por estadunidenses, no lugar da original, é inteiramente de pedra e a melhor coisa é visitar o local ao entardecer, com a vista do sol se pondo entre o Morro Dois Irmãos.

Diferentemente do agito encontrado no Forte do Boldró, o Forte da Vila dos Remédios é o lugar mais sossegado para assistir ao crepúsculo em Fernando de Noronha.

3. Caminhada no Boldró

O que vale a pena é conhecer a Praia do Boldró chegando a pé da Vila dos Remédios. A Praia é maravilhosa e é um ótimo lugar para fazer snorkeling quando a maré baixa. Também é um super point pro Surf, onde as ondas chegam a 5m na temporada.

É aconselhável caminhar pela praia do Boldró em direção à Praia do Sancho, uma das mais belas praias do Brasil segundo o TripAdvisor. Você vai passar pelo Morro Dois Irmãos e chegar à orla.

4. Falésia da Praia do Sancho

Um dos pontos turísticos em Fernando de Noronha mais requisitados, a Praia do Sancho é palco de um cenário espetacular. Chegando na Praia do Sancho pela caminhada pela praia do Boldró, não pare ali na areia apenas. Suba pelas escadinhas até o topo da falésia para ter uma vista incrível dessa Baía.

A água cristalina da Baía do Sancho é de tirar o fôlego e os paredões rochosos que delimitam a praia formam uma queda d’água durante a época de chuva (Março à Junho).

5. Praia do Leão

A praia com formação rochosa parecida com um leão marinho deitado é o lugar perfeito para descanso e rende fotos maravilhosas com suas águas cristalinas e piscinas naturais.

É o principal ponto de desova das tartarugas marinhas e é ali que os biólogos do Projeto Tamar fazem a tartarugada, uma madrugada passada observando a desova, atividade que pode ser acompanhada pelos visitantes que se inscrevem previamente no posto da ONG.

6. Museu do Tubarão

Um dos pontos turísticos de Fernando de Noronha mais tradicionais, o Museu do Tubarão ensina, de forma didática, os visitantes sobre os tubarões e a história da ilha.

É nele também que se encontra o Parque das Esculturas, no qual você pode tirar fotos divertidas com as esculturas dos tubarões, além do restaurante do museu que apresenta um bom custo-benefício.

Para aqueles que não podem, por algum motivo, mergulhar, o museu tem um passeio especial: uma expedição em um barco com fundo de vidro de aumento no qual você pode ver toda a vida marinha da ilha sem precisar entrar na água. Peixes, golfinhos, tubarões e até uma embarcação naufragada fazem parte da vista.

7. Mirante dos Golfinhos

Fernando de Noronha é repleto de animais marinhos das mais variadas espécies e o que os visitantes mais desejam ver, são os golfinhos-rotadores.

Com saída pela praia do Sancho, a trilha que leva até o Mirante dos Golfinhos é uma caminhada numa passarela suspensa por cerca de um quilômetro. De lá, além de tirar fotos maravilhosas, você poderá ver os golfinhos nadando pela Baía dos Golfinhos, principalmente pela manhã.

8. Lugares para conhecer a pé

Caminhe pela ilha. Ela é pequena o suficiente para se fazer tudo a pé. Além de fazer bem à saúde, a sensação de descoberta a chegar a uma praia depois de uma bela caminhada é muito gostosa. Isso sem falar que durante o percurso é possível observar detalhes que passariam batidos se você estivesse de carro.

Cansou, pegue um táxi, um ônibus ou uma carona que é bem fácil de conseguir.

Há alguns pontos críticos que vão exigir certo esforço, como subir da Vila dos Remédios para a Floresta Nova, onde concentram-se muitas das pousadas, mas tudo vale a pena.

Também há a opção de caminhadas históricas, conhecendo os fortes, o museu da ilha e a Vila dos Remédios. O segredo é ir devagar e não se esquecer de levar lanche e água na mochila. Relaxe e curta.

Não há porque ter pressa, a não ser que você esteja para perder o passeio de barco de mergulho ou aquele swell que vai entrar para o Surf. Ai sim é melhor ficar esperto, porque não há nada mais importante a se fazer na ilha do que mergulhar ou surfar.

Não afundar a cara no mar de Noronha, nem que seja só de máscara e snorkel, deveria ser considerado pecado mortal. É dentro d’água que literalmente a imersão na natureza se completa.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Viva o Mundo. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: