Costa dos Corais, paraíso no litoral norte de Alagoas

O litoral norte de Alagoas é conhecido como Costa dos Corais, possui a segunda maior barreira de corais do mundo. São 130 km realçados pelo verde dos coqueiros e o azul intenso do mar.

Foto: Reprodução | Divulgação/Maceio Atlantic

A exuberância das piscinas naturais e biodiversidade da vida marinha são atrações à parte e de uma beleza indescritível. Vários municípios fazem parte desse cenário rico em atrativos, onde a natureza reina absoluta e oferece os melhores serviços aos visitantes.

PONTOS TURÍSTICOS DA COSTA DOS CORAIS
mapa da Costa dos Corais em Alagoas
Foto: Reprodução | Divulgação/Guia de Turismo e Viagem de Salvador, Bahia e Nordeste
1. PARIPUEIRA
Foto: Reprodução | Naaliel Corrêa de Oliveira Lima/Wikipédia

Paripueira na Costa dos Corais a 36 km do centro de Maceió, nome que significa “águas mansas”. A cidade originou-se a partir de uma colônia de pescadores, e a proximidade com Maceió passou a ser área de veraneio. Até 1988 o povoado pertencia ao município de Barra de Santo Antonio.

A população é de 10 mil habitantes e a economia é gerada pela pesca, turismo e cana-de-açúcar. O município possui infra-estrutura, belas praias a exemplo de Paripueira e Sonho Verde e a maior concentração de piscinas naturais do Brasil. É um recanto ecológico onde foi criado o primeiro Parque Municipal de Preservação do Peixe-Boi na América Latina.

2. BARRA DE SANTO ANTONIO
Foto: Reprodução | Divulgação/Disfrutar Brasil

Barra de Santo Antonio fica a 45 km de Maceió na Costa dos Corais, sua população é de aproximadamente 15 mil habitantes. O município, as margens do Rio Santo Antonio, rio que deu origem ao nome da cidade, se divide na simplicidade da vida dos seus nativos e na grandiosidade de alguns monumentos históricos da arquitetura holandesa do século 18.

A maior riqueza do município é o patrimonio natural, possui um grande rio margeado por maguezais, belas praias como Tabuba, Carro Quebrado e a Ilha da Croa. Fora os atrativos naturais, Barra de Santo Antonio possui infra-estrutura para receber seu visitante.

3. PASSO DE CAMARAGIBE
Foto: Reprodução | Divulgação/MelhorWeb

Passo de Camagaribe está a 89 Km de Maceió, tem uma população de aproximadamente 14 mil habitantes, é cidade natal de Aurélio Buarque de Holanda. A margem do rio Camaragibe, começou o povoado de Passo, ponto em que o rio oferecia mais facilidade na passagem dos que vinham de Pernambuco para Alagoas e era ponto de apoio para os navios holandeses, daí a origem do nome, que passou a ser cidade em 1880 e fez parte dos acontecimentos históricos devido a invasão holandesa.

Pousadas e Hoteis fazendas fazem parte da paisagem desse município que tem no cultivo do Coco da Bahia, cana-de-açúcar, pesca e pecuária suas principais atividades econômicas e tem o Coco de Roda e Samba Matuto, os representates da cultura popular.

Os visitantes se encantam com a riqueza do potencial natural: rios, lagoas e manguezais com uma topografia dinâmica contendo morros e penhascos, além de um mar exuberante de recifes e corais, as praias de Barra de Camaragibe, Marceneiro e dos Morros são eleitas como as mais belas.

4. SÃO MIGUEL DOS MILAGRES
Foto: Reprodução | Divulgação/Leve na Viagem

Distante 93 km de Maceió, com aproximadamente 9 mil habitantes, São Miguel dos Milagres na Costa dos Corais passou a ser município em 1960 e até hoje matém um aspecto de exclusividade. Conta-se que um pescador muito doente encontrou uma imagem de São Miguel numa praia e se curou da doença imediatamente, daí a origem do nome da cidade.

O seu espaço físico tranquilo e paradisíaco é dividido com as encatadoras pousadas que tem uma das melhores culinária e se destacam por ser um dos circuitos de hospedagem mais charmosos do Brasil. Um passeio de barco nas águas do Rio Tatuamunha é possível ter um fantástico encontro com peixe-boi nadando entre os manguezais.

As Praias do Toque, Porto da Rua e São Miguel dos Milagres são atrativos do município. No alto do Morro do Cruzeiro pode-se sentir o quanto é encantadoramente bela a magnífica paisagem litorânea.

5. PORTO CALVO
Foto: Reprodução | Divulgação/Globoplay

Porto Calvo está na Costa dos Corais e fica a 96 km de Maceió, com uma população estimada em 25 mil habitantes e está situado a 35 metros acima do nível do mar. A origem do nome provem de uma lenda: Conta-se que um velho calvo, morava às margens do rio e construiu um porto.

Em 1889, a freguesia do século 16, passou a ser cidade. Tem como filhos ilustres Zumbi, Guedes de Miranda e Domingues Fernandes Calabar que ficou famoso na historia do país por ter se aliado aos holandeses, alguns historiadores o considera um heroi e outros o jugam de traidor.

Apesar de ser uma cidade muito antiga, Porto Calvo é um munícipio moderno, atualmente é apenas uma referência histórica que pode ser constata nos poucos acervos existentes do século 16: A exemplo da Igreja de Nossa Senhora da Apresentação, considerada monumento nacional, tombado em 1955 e o Alto da Forca.

Tombada pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional Foi construída em 1610, sofreu consecutivas descaraterizações. A estrutura da porta é primitiva. O altar-mor foi substituído por outro em 1930. Possui imagens de grande beleza e valor. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 17 de janeiro de 1955.

6. PORTO DE PEDRAS
Foto: Reprodução | Divulgação/Correio dos Municípios

Porto de Pedras está a 128 km de Maceió, tem uma bela paisagem entre o mar e uma encosta de pedras; o que deu origem ao nome do povoado, que passou a ser município em 1921, e tem uma população de 11 mil habitantes.

Em 1633, Porto de Pedras sofreu a invasão dos holandeses, mas os portugueses conquistaram o domínio de volta, e parte dessa época ainda está preservada na conservação de alguns prédios dos séculos 17 a 19.

Um farol, localizado no alto do morro, deu a cidade um toque de charme e do alto pode-se observar a imensidão do litoral formado por lindas praias. Praia de Tatuamunha e Praia do Patacho fazem parte das praias quase intocadas e de imensa beleza, é nessa tranqüilidade que vive um casal de peixes-bois.

A travessia de balsa pelo Rio Manguaba que divide o município com o de Japaratinga apresenta um cenário apaixonante, são coqueiros, mangues de belezas exóticas que reinam absoluta numa demonstração de harmonia.

7. JAPARATINGA
Foto: Reprodução | Divulgação/Naturam

Japaratinga na Costa dos Corais está a 121 km de Maceió , tem aproximadamente 8 mil habitantes, o município deve suas origens a uma colonia de pescadores que começou a se desenvolver a partir do século 19 com o início do ciclo do coco.

Até 1960 Japaratinga pertencia a Maragogi, Hoje, é um importante pólo turístico, tem excelente infra-estrutura com restaurantes, hoteis e pousadas de charme, que fazem o diferencial na qualiddae dos serviços.

A beleza exótica das fazendas de coqueiros podem ser admiradas por passeios a cavalo, os rios e riachos podem ser contemplados nos passeios de barcos, e as praias que fascinam a exemplo de Barreira do Boqueirão, Bitigui e Japaratinga são alguns atrativos que encantam os visitantes.

A cidade tem construções do século 18. A Igreja Matriz, construída pelos holandeses, mantém suas características originais. O artesanato típico da cidade são confeccionados com a palha do coqueiro.

8. MARAGOGI
Foto: Reprodução | Divulgação/Arquivo Setur

Maragogi na Costa dos Corais está a 131 km de Maceió, com uma população de 25 mil habitantes, é o segundo destino mais procurado de Alagoas. Devido ao rio que banha o local, Maragogi que significa “rio livre” deu nome ao povoado em 1892.

A excelente infra-estrutura turística, vários hotéis, pousadas, hotéis fazenda, restaurantes, centros de artesanato e várias opções de lazer agregam a qualidade dos serviços do município.

Cenários como vilas de pescadores, fazendas com reservas e trilhas de mata atlântica, abundância de coqueirais, praias belíssimas de águas cristalinas, em destaque as praias de São Bento, Peroba, Burgalhau, Barra Grande e as galés, que ficam a 06 km da costa, formadas por recifes de corais são algumas das riquezas naturais do município.

Maragogi tem um dos ecossistemas mais importantes do Brasil, a diversificada fauna e flora de espécies marinhas são um paraíso para os olhos dos que são apaixonados por mergulhos.

Navegar pelos rios admirando os preservados manguezais, passear de Buggy por belas praias, praticar ecobike, tomar banhos de bicas, cachoeiras, são algumas das opções para quem procura contato com a natureza.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Guia de Turismo e Viagem de Salvador, Bahia e Nordeste. Foto de Portada Divulgação/ Naturam. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Reservamo-nos o direito de corrigir eventuais erros de publicação deste material, Oitravels não é responsavel por material gráfico que não expresse claramente o copyright.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: