Liberdade, um pedacinho do Japão em São Paulo

Se você mora em São Paulo ou está apenas de passagem, o bairro da Liberdade precisa estar na sua lista de lugares para visitar. O local é conhecido pela grande influência japonesa, no entanto, é também um símbolo da imigração na cidade, já que também abriga traços chineses, coreanos e de muitos imigrantes que tentam a vida no Brasil.

As características asiáticas que perpetuam a decoração das ruas do bairro nasceram como uma homenagem. Na década de 70, a influência desses povos já era muito grande, mas tudo começou com a chegada dos japoneses no começo do século passado.

Na busca de moradia, o atual bairro da Liberdade tinha um aluguel muito barato, sendo que a maioria das casas tinham porões grandes, facilitando o abrigo de grupos de famílias. Logo que chegaram, os povos asiáticos já deixaram sua marca com diversos comércios, e atualmente o leque de lugares para conhecer no bairro da Liberdade é imenso.

Confira os lugares para conhecer em Liberdade

1. Feira Liberdade
Foto: Reprodução | Divulgação/TripAdvisor

A Feira Liberdade acontece nos fins de semana e em datas comemorativas, é o melhor lugar para sentir a imigração asiática na pele. Nesta feira existe um mix de pessoas: imigrantes que já estão aqui no país há muito tempo, filhos de imigrantes ou até pessoas que não tem nada a ver com o local, mas gostam de reproduzir a cultura.

A feira fica bem na saída do metrô Liberdade, e oferece diversas opções de comidas típicas e artesanatos. O mais interessante desse local é que muitos comerciantes nem falam português, mas ao contrário do que muitos pensam, o entendimento é muito simples, capaz até de você conseguir um preço mais barato se souber pedir.

Além disso, visitar a feira é uma chance única de conseguir provar comidas japonesas, feitas por japoneses, entre outras etnias. E se você tiver uma chance, peça para os descendentes asiáticos contarem um pouco de suas histórias e das raízes de sua família.

2. Livraria Sol
Foto: Reprodução | Divulgação/Transportal Viagens

Nas proximidades do metrô liberdade, também se encontra a Livraria Sol, que está presente no bairro desde o começo da imigração, e atualmente está com 60 anos de tradição. O local é ótimo para quem tem interesse em aprender mais sobre a cultura asiática, já que a maioria do conteúdo é de línguas estrangeiras ou fala sobre elas.

Livraria Sol
Foto: Reprodução | Flare Fotografia/Casa e Jardim

A Livraria Sol é um dos melhores lugares para quem está tentando aprender japonês, chinês ou coreano, já que possui livros e revistas para todos os gostos. O local disponibiliza revistas de moda, música, cinema, decoração e muitas outras. Além disso, pode ser um bom lugar para conseguir livros tutoriais, como feng shui e origami.

Outro diferencial da livraria é que possui alguns conteúdos que fazem muito sucesso entre o público jovem, como mangás e o fenômeno do k-pop. Por isso também, é um dos melhores lugares para conhecer no bairro da Liberdade.

3. Maruso – Loja de Conveniências
Foto: Reprodução | Divulgação/São Paulo Sem Mesmice

Se você vai para o bairro da Liberdade, não pode voltar sem pelo menos um docinho japonês. A Loja de Conveniências Maruso é outro lugar que vale a pena conhecer, como é próximo do metrô liberdade, dá para você ir a pé tranquilamente.

O local é dividido em três andares, sendo que os dois primeiros são comidas ou bebidas de origem asiática, já o segundo possui um parte separada para presentes e artefatos. O diferencial dessa loja é que em suas prateleiras, contém plaquinhas com as indicações de onde veio cada produto, assim fica mais fácil para o visitante se orientar.

Se você é aquela pessoa que está procurando algas, macarrão especializado para Yakissoba e missoshiru, os dois primeiros andares vão te impressionar. Mas, se você não entende nada de comida asiática, não se preocupe, o local fornece muitas opções de comidas diferentes que não se encontram em qualquer lugar, como por exemplo chocolate Milka.

4. Empório Azuki
Foto: Reprodução | Divulgação/Informações sobre Empresa

Quem já foi para a Liberdade sabe que é quase impossível visitar sem dar um passada no Empório Azuki. Ali você pode encontrar quase de tudo da culinária asiática, desde os docinhos mais conhecidos, como os biscoitos com formato de panda, até ingredientes que só cozinheiros conhecem.

O nome Azuki vem de um feijão típico de origem japonesa, que normalmente é preparado em doces ou para sobremesas. Por isso, se você quiser arriscar e descobrir o mundo dos doces japoneses, ali é o lugar certo para você. O empório oferece marcas de chocolate diferentes, doces típicos como Moti de diversas cores e também traz opções de bebidas não muito fáceis de achar, como o chá Arizona.

Outro diferencial do lugar é que oferece um serviço mais rápido de alimentação do que os restaurantes. Anexado ao estabelecimento do empório está um quadradinho onde você pode fazer pedidos, como uma porção de guioza, e depois só levar para casa ou beliscar ali mesmo enquanto explora o local.

5. Loja Himeya
Foto: Reprodução | Divulgação/Diário do Chá

A loja Himeya está localizada na Rua Galvão Bueno e também é possível ir caminhando do metrô Liberdade. Esse local é para você que curte decoração, o ambiente é todo decorado com seus produtos que estão a venda. Logo que você encontra a loja, já é possível avistar as luminárias que dão cor para o estabelecimento.

Se você quiser trazer um pouco da cultura oriental para dentro da sua casa, a loja conta com vários objetos de porcelana e pratos com desenhos e formatos típicos do oriente. Além disso, o estabelecimento também oferece opções de kimonos, chapéus e várias alternativas para quem curte velas e incensos.

Mas se você não quer levar nada, mesmo assim vale a pena entrar para conhecer. Muitos dos objetos ali dentro possuem uma utilidade específica que desconhecemos, por isso, é importante aproveitar o que esse centro cultural tem para oferecer.

6. Restaurante Mr. Wok
Foto: Reprodução | Divulgação/Facebook

Bem em Frente à loja Himeya, está localizado o restaurante Mr Wok. O que diferencia esse restaurante dos demais de comida asiática é a sua vista. O local fica bem ao lado da ponte da Liberdade e grande parte da sua parede lateral é feita de vidro, por isso, proporciona uma vista panorâmica da Av Alcântara Machado.

Todo o processo de preparo da comida é feito atrás de um vidro, assim os clientes podem acompanhar os ingredientes e todas as manias do cozinheiro. O que acaba entretendo os visitantes é o modo como os cozinheiros manuseiam a comida, os macarrões balançam nas frigideiras e muitas vezes o fogo fica muito alto.

7. Jardim Oriental
Foto: Reprodução | Divulgação/TripAdvisor

Seguindo pela Rua Galvão Bueno, está o Jardim Oriental. A primeira coisa que é possível ver ao chegar no local é um lago envolto por várias pedras, árvores e bambus. O lago na verdade é a parte central do jardim, porque o círculo de árvores produz uma sombra no perímetro, mas permite a passagem de luz na região com água.

Seguindo um pouco, o local disponibiliza um espaço maior para relaxar, onde pessoas podem sentar e conversar tranquilamente. Além disso, existe uma área que permite uma visão parcial da Avenida Alcântara Machado, demonstrando os contrastes de natureza e cidade.

8. Yunitto Lab
Foto: Reprodução | Divulgação/Sabrina Shimoda

Mais um lugar que vale a pena conhecer no bairro da Liberdade é a loja Yunitto. Aqui é possível descobrir o mundo do estilo oriental, tudo feito sob medida para você. A loja oferece opções como kimonos de vários tamanhos, Noren, Happi e uniformes característicos.

O estabelecimento se encontra na Rua Glória, muito próxima da rua central Galvão Bueno, uma caminhada de no máximo cinco minutos. Por conta da proximidade, vale a pena dar uma passada para conhecer o estabelecimento e quem sabe, não se apaixonar pelo estilo oriental.

9. Templo Busshinji
Foto: Reprodução | Divulgação/Templo Busshinji

Nada melhor para se aprofundar na cultura oriental do que descobrir um pouco mais sobre o estilo de vida desse povo. O Busshinji é um templo budista que está aberto ao público, a programação pode variar ao longo da semana, com algumas cerimônias diferentes, mas as meditações, conhecidas como “Zazen” acontecem às quartas e aos sábados.

O templo está localizado na Rua São Joaquim, bem perto do metrô. Ao descer a ladeira às vezes é possível encontrar uma fila de pessoas na frente do local. Isso ocorre porque o Busshinji realiza alguns eventos de caridade, onde oferece comida gratuitamente para aqueles que colaborarem com o ritual do dia.

10. Museu Histórico da Imigração Japonesa
Foto: Reprodução | Divulgação/TripAdvisor

Esse é o melhor lugar para conhecer no bairro da Liberdade para quem curte história. O Museu da Imigração Japonesa está a alguns passos do metrô São Joaquim, na esquina da rua Galvão Bueno. Bem localizado, o estabelecimento contém artefatos como cadernos, objetos e pinturas produzidas pelos primeiros imigrantes japoneses no Brasil.

O museu conta com seu acervo permanente de artefatos, mas de vez em quando abre suas portas para homenagear figuras japonesas importantes no período de imigração, como foi o caso de Ryo Mizuno, o homem que iniciou o processo de imigração Japonesa para o Brasil.

Além disso, o local já recebeu o príncipe e a princesa Akishinomya, durante a comemoração dos 120 anos de amizade entre Brasil e Japão. Para descobrir isso e muito mais, é só ficar ligado na programação do museu, lembrando que o horário de funcionamento é das 13:30 até as 17hrs, mas de segundas segue fechado o dia todo.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Guia Viajar Melhor. Foto de Portada Divulgação/ The Brazilian Report. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Reservamo-nos o direito de corrigir eventuais erros de publicação deste material, Oitravels não é responsavel por material gráfico que não expresse claramente o copyright.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: