O melhor de Aracaju, a capital de Sergipe

Capital de Sergipe, um dos estados da região Nordeste, Aracaju é destino ideal para quem busca por praias gostosas, passeios por importantes centros históricos-culturais e uma gastronomia marcante.

Foto: Reprodução | Ciro Amado

São pontos turísticos para todos os gostos, de praias a museus. A viagem à cidade é garantia de ótimos momentos! Confira a seguir um roteiro com o melhor da capital sergipana, com dicas de passeios e hospedagens, e descubra o que fazer em Aracaju.

Quanto tempo ficar em Aracaju

Como a cidade é relativamente pequena, em 3 ou 4 dias é possível conhecer os principais pontos de Aracaju com tranquilidade. Caso o viajante tenha mais dias disponíveis, uma dica é conhecer regiões próximas, como a Barra dos Coqueiros e São Cristóvão.

Caso a ideia seja explorar destinos mais distantes, com uma semana é possível conhecer outras incríveis atrações sergipanas como o Mangue Seco e os Cânions de Xingó, no município de Canindé do São Francisco, a cerca de 200 km da capital.

O que fazer em Aracaju

Da Orla de Atalaia aos museus e espaços histórico-culturais indispensáveis no roteiro. Confira a seguir o que fazer em Aracaju:

1. Orla de Atalaia
Foto: Reprodução | Blog Celi Hotel

O maior ponto de encontro de Aracaju é a Orla de Atalaia! Estrategicamente localizada no centro da cidade, são 6 km de extensão onde encontra-se a Praia de Atalaia, lagos, centros esportivos, ciclofaixa, calçadão e o Oceanário do Projeto Tamar.

2. Praia de Atalaia
Foto: Reprodução | Maicon Mascena

De mar calminho, extensa faixa de areia e ótima infraestrutura de bares, conheça a Praia de Atalaia.

Durante o dia, a dica é fazer caminhadas no calçadão, garantir cliques com a família toda em frente ao letreiro de “Eu amo Aracaju” e, claro, aproveitar a Praia de Atalaia, de águas morninhas, com poucas ondas e ótima infraestrutura de bares e barraquinhas na areia.

Foto: Reprodução | Destaque Noticias

Outro roteiro interessante para conhecer, especialmente à noite, é a Passarela do Caranguejo, que além de acompanhar o calçadão da Orla de Atalaia também concentra bares e restaurantes com menu especializado no famoso caranguejo sergipano.

O Laguna Bar e Restaurante está entre os queridinhos no destino, e o cardápio conta com frutos do mar, drinks especiais e sobremesas.

3. Praia de Aruana
Foto: Reprodução | Shutterstock

A Praia de Aruana, uma das mais famosas de Aracaju, está ao lado da Praia de Atalaia e conta com ótima infraestrutura de barraquinhas e restaurantes. Além disso, o mar é tranquilo, uma ótima opção para quem viaja com crianças.

Sua faixa de areia é extensa, assim como de muitas praias do destino, o que favorece para que os turistas encontrem facilmente pontos vazios para abrir o guarda-sol e descansar com muita tranquilidade à beira-mar.

4. Praia dos Artistas
Foto: Reprodução | Transportal Viajes

A Praia dos Artistas, localizado ao norte da capital, é uma continuação da Praia de Atalaia. Famosa por seu mar agitado, ela atrai turistas que gostam de surfar ou praticar esportes no mar.

Conhecida como “Havaizinho” devido suas ondas e correntezas fortes, a praia requer um pouco de cuidado. Ao entrar no mar, bastam alguns passos para se deparar com um canal que chega a ter mais de 5 metros de profundidade, por isso fique atento.

Ah, lá também é possível ver a foz do Rio Sergipe, onde suas águas se encontram com o Oceano Atlântico. Uma experiência imperdível!

5. Crôa do Goré e Ilha dos Namorados
Foto: Reprodução | Cleverton Ribeiro/MTUR

Entre os passeios mais famosos de Aracaju, a Crôa do Goré e a Ilha dos Namorados são ilhotas que aparecem durante a maré baixa. Os catamarãs costumam partir da Orla Pôr do Sol e seguem pelo Rio Vaza-Barris por 40 minutos até a primeira parada: Crôa do Goré.

Por lá, os turistas podem descer do barco, banhar-se no mar morninho e alugar equipamentos para stand up paddle. O tempo de parada varia entre meia hora e uma hora, e, de acordo com a agência contratada para o passeio, é neste momento que são oferecidos drinks e petiscos.

Foto: Reprodução | Cleverton Ribeiro/MTUR

O percurso continua por cerca de meia hora até a Ilha dos Namorados. A ilhota conta com completa infraestrutura de bares, barraquinhas, serviço de praia com mesas e guarda-sóis, atrações para as crianças (como boias infláveis), e uma piscina natural no meio da ilha!

6. Orla Pôr do Sol
Foto: Reprodução | Pablo Aguiar

As praias do Nordeste são conhecidas por oferecer um belo pôr do sol, e a Praia de Atalaia também se destaca pelo seu entardecer. Por isso, após um dia agradável pela orla, vale a dica de estender o passeio apreciando o pôr do sol do local.

Espaços culturais em Aracaju

Um prato cheio para amantes de museus, galerias e centros culturais! Fundada em 1855, a cidade reúne diversos espaços histórico-culturais. Veja quais visitar:

Museu da Gente Sergipana

Inaugurado em novembro de 2011 e localizado no centro da cidade, o Museu da Gente Sergipana é o primeiro espaço cultural multimídia interativa do Norte e Nordeste, comparado aos museus paulistanos da Língua Portuguesa e do Futebol.

O museu é todo tecnológico e exibe as atrações do acervo do patrimônio cultural material e imaterial de Sergipe. Atualmente é considerado um marco histórico do destino, e possui diversas alas de exposições temporárias e permanentes dos mais variados assuntos.

O local também organiza eventos culturais regionais, como “Folia da Gente”, “São João da Gente Sergipana” e “Natal da Gente Sergipana”, e conta com os dois espaços para comércio de artesanato e culinária local.

Endereço | Av. Ivo do Prado, 398 – Centro, SE
Telefone | (79) 3218-1551

Palácio Museu Olímpio Campos

Inaugurado em 1863 e antiga sede do governo de Sergipe, o Palácio Olímpio Campos foi transformado em museu em 2010. O palácio possui exposições sobre a história política e cultural da propriedade e também da então República de Sergipe.

O museu também promove outros eventos livres ao público, como exposições fotográficas, artísticas e é até mesmo sede para lançamentos literários.

Endereço | Praça Fausto Cardoso – Aracaju, SE
Telefone | (79) 3198-1461

Centro de Arte e Cultura

O Centro de Arte e Cultura é abrigado em um imenso galpão onde artesãos e artistas regionais expõem e comercializam trabalhos (ótima opção para garantir lembrancinhas!).

O destaque por lá são as peças em argila e as rendas do tipo irlandesa. Além do comércio, o local também organiza exposições de artes sazonais.

Endereço | Av. Santos Dumont, s/n – Orla de Atalaia
Telefone | (79) 3255-1413

Mercado de Artesanato Thales Ferraz

Outra opção para garantir lindas lembrancinhas e saborear o melhor da culinária local é o Mercado de Artesanato Thales Ferraz. Situado no centro do destino, por lá os turistas encontram barraquinhas com doces regionais, artesanato, a famosa cachaça com caranguejo e até mesmo folhetos da literatura de cordel.

Endereço | Av. Ivo do Prado, 534 – Centro, SE

Conheça cidades próximas de Aracaju

Depois de explorar todas as possibilidades de Aracaju, não deixe de visitar destinos próximos que também são sensação entre os turistas. Distante a apenas 9 km da cidade, a Barra dos Coqueiros é uma excelente opção de passeio bate-volta.

Para chegar até lá, partindo do centro histórico de Aracaju, basta seguir até a Ponte Construtor e embarcar em um tototó (tipo de barco regional). Entre os pontos turísticos, visite as praias de Capuã, Atalaia Nova, do Porto e Jatobá.

Já a 21 km de Aracaju está São Cristóvão, outra opção para conhecer em somente um dia. Fundada em 1590, a cidade é a antiga capital de Sergipe e a quarta mais antiga do Brasil, abrigando diversos importantes pontos históricos nacionais.

O primeiro deles é a Praça de São Francisco, que foi reconhecida em 2010 pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, e onde encontra-se o Museu Histórico. Visite também o Museu de Arte Sacra e a Igreja de Nossa Senhora da Visitação, construída em 1607.

Para quem não se importa com a distância, outro destino a se visitar é o município de Canindé do São Francisco, a cerca de 200 km de Aracaju. Os pontos mais visitados são a pequena vila de Mangue Seco e os impressionantes Cânions de Xingó.

Na região de Mangue Seco, a dica é apostar nos passeios de buggy pelas dunas do Morro do Caju e banhar-se nas águas cristalinas da Praia de Mangue Seco. Já nos Cânions de Xingó, o passeio obrigatório é a rota de catamarã pelas águas represadas da usina.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Zarpo. Foto de Portada Divulgação/ Best Swimming. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Reservamo-nos o direito de corrigir eventuais erros de publicação deste material, Oitravels não é responsavel por material gráfico que não expresse claramente o copyright.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: