A história do desenvolvimento econômico do estado de São Paulo

  • Conheça a Região Turística do Alto Cafezal
  • Marília, Garça e Gália compõem a Região Turística do Alto Cafezal

Edição Oitravels | Comunicação e fotos da Secretaria de Turismo do Estados de São Paulo – A Região Turística do Alto Cafezal conta um pouco da história do desenvolvimento econômico do estado de São Paulo e do começo da modernização e industrialização do agronegócio brasileiro a partir do café – principal produto de exportação do País no século XIX e boa parte do XX.

Apesar da chegada tardia de cafeicultores na região, foi lá que a produção se modernizou e encontrou terreno fértil para a automatização dos processos. Na região de Garça foi testada a primeira colhedora automática de café do mundo, em 1979, além de inovações importantes como o plantio de mudas em tubetes.

O passado histórico cafeicultor ainda é presente e, além das grandes cooperativas que são referência no País, há forte presença de produtores independentes que apostam na torra dos próprios grãos e em lotes menores de alta qualidade.

A presença de descendentes de japoneses, italianos e alemães, herança do fluxo migratório ocasionado pela expansão do café, contribui para a riqueza cultural da região, que possui pouco mais de 291 mil habitantes.

Bosque das Cerejeiras em Garça/ foto: Prefeitura Municipal de Garça

Além das fazendas de café abertas para visitação, a região conta com diversos atrativos, como cachoeiras, os rios Peixe e Iguapeí, diversas hípicas,  pesqueiros e restaurantes.

Em Marília há atrações como o Museu de Paleontologia, que abriga fósseis de dinossauros com mais de 70 milhões de anos, o templo Tenrikyo, herança da imigração japonesa e a Catedral Basílica de São Bento, igreja da era colonial que virou cartão postal da cidade.

Conhecida como “Princesinha da Seda”, Gália se destaca pela criação de bichos-da-seda desde a década de 50. Com pouco mais de 6 mil habitantes, a cidade também é conhecida pela produção de móveis de madeira.

Com mais de 80 cachoeiras, Garça é palco da tradicional Festa das Cerejeiras, evento com duração de três dias que celebra a tradicional árvore japonesa, trazida por imigrantes, que enfeita diversos cantos da cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: