Dijon, a capital da charmosa Borgonha

Dijon é um centro cultural e capital administrativada da charmosa região da Borgonha, na França. A cidade é famosa por sua mostarda e seus vinhos.

Existem excelentes museus para explorar, como o moderno Museu de Belas Artes, e também boas opções de compras, especialmente para aqueles que apreciam queijos, vinhos e perfumes franceses. Os amantes da natureza também não vão se decepcionar, já que a cidade conta com muitas trilhas e parques maravilhosos.

Venha até Dijon e conheça as belas construções góticas renascentistas, saboreie bons vinhos e encante-se nesta cidade que é puro charme.

5 motivos para visitar Dijon

1. História

Dijon é um tesouro de esplêndida arquitetura em uma variedade de estilos, da era medieval à Renascença, incluindo o Palais des Ducs e os États de Bourgogne, datado de 1686 e outrora a sede dos duques da Borgonha, e a Igreja de Notre Dame.

2. Culinária

Da clássica mostarda de Dijon a uma cena gastronômica de classe mundial, há muito para ser saboreado e degustado nesta capital culinária. Não deixe de experimentar o bife bourguignon, uma especialidade local.

3. Natureza

A cidade é o lar de muitos belos parques, como o Jardin Darcy, ou o Parc de la Combe à la Serpent, onde você pode apreciar a natureza e as flores da estação.

4. Vinho

A região da Borgonha é reconhecida por seus vinhos tintos saborosos, e você poderá explorar as vinícolas da região, e também degustar o produto nos restaurantes da cidade.

5. Compras

Dijon é uma cidade importante no mundo da moda, e por isso abriga uma grande variedade de boutiques, tanto de marcas locais a grifes de luxo, como Chanel e Givenchy.

O que fazer em Dijon

1. Casa dos Grão-Duques

Palais des Ducs
Foto: Reprodução / Office de Tourisme de Dijon

Uma impressionante estrutura neoclássica que remonta a 1364, o Palais des Ducs et des États de Bourgogne, que abriga a prefeitura de Dijon e o Museu de Belas Artes, já serviu como a casa dos Grão-Duques do Oeste. Embora nem todos os quartos estejam abertos ao público, o Tour de Philippe le Bon oferece uma vista deslumbrante do vale de Dijon e do rio Saone, bem como das colinas e vinhedos das redondezas. Os visitantes também podem desfrutar da cozinha do palácio, que mantém suas magníficas lareiras.

2. Museu de Belas Artes

Museu Belas Artes
Foto: Reprodução / Wikimedia Commons

Localizado dentro do Palais des Ducs, o Musée des Beaux-Arts abriga os túmulos esculpidos dos duques John the Fearless e Philip the Bold. O museu possui uma extensa coleção de arte egípcia, medieval e renascentista, incluindo obras-primas de Lotto, Manet, Monet, Matisse e Rodin, bem como esculturas de animais modernos de François Pompon e obras de meados do século da escola de Paris, por Charles Lapicque, Vieira da Silva e Nicolas de Staël. A galeria também exibe marfins e máscaras africanas, porcelanas asiáticas e esculturas tibetanas e indianas.

3. Santuário do século 13

Notre Dame Dijon
Foto: Reprodução / Depositphotos

Iniciada em 1230, a Église Notre Dame de Dijon, uma Igreja Católica Romana considerada uma obra-prima da arquitetura gótica, está localizada no coração da cidade, perto do Palais des Ducs. A igreja possui uma estátua de Notre-Dame de Bon-Espoir, também conhecida como a Madona Negra, que teria protegido os cidadãos de Dijon de invasores estrangeiros. Outras características incluem a capela da Assunção, a sacristia e a galeria, que contém cinco vitrais originais do século 13, representando as vidas de São Pedro e Santo André.

4. Museu da vida na velha Borgonha

Musée de la Vie
Foto: Reprodução / Bourgogne Tourisme

Situado em um convento cisterciense que remonta ao século 17, o Musée de la Vie Bourguignonne é um museu etnológico que abriga uma coleção com curadoria de Perrin de Puycousin. Entre os itens apresentados estão móveis, utensílios, roupas e artefatos da Borgonha do século 19. O último andar da galeria exibe uma reprodução de uma rua de Dijon, enquanto o primeiro andar recria várias lojas clássicas da cidade, incluindo uma loja de brinquedos, um fabricante de chapéus e um relojoeiro, entre outros.

5. Cozinha clássica reimaginada

Maison_des_Cariatides
Foto: Reprodução / Wikipédia

Um dos edifícios mais preciosos de Dijon, a Maison des Cariatides, que remonta ao século 17, agora abriga um dos melhores restaurantes da cidade. Chefiado pelo chef Thomas Collomb, que foi treinado por René Villard no Château de Bourgogne, o restaurante serve cozinha moderna com um toque tradicional. Os destaques incluem o lombo de atum com quinoa e pimentão, o lombo de porco com polpa de berinjela e o chocolat Manjari, com flor de sal.

O que comer em Dijon

Saboreie a clássica cozinha borgonhesa no pequeno e intimista Chez le Bougnat. No La Dame d’Aquitaine você pode comer ao som de música clássica, e no Chez Leon você encontra boa comida, como o clássico bife bourguignon e os andouillettes (salsichas típicas locais), em um ambiente acolhedor.

Como chegar em Dijon

Avião: O aeroporto mais próximo de Dijon é o Aeroporto Charles de Gaulle, de Paris, que fica a uma distância de 345 km. Há voos diretos de cidades como Rio de Janeiro e São Paulo com destino a Paris, operados pela companhia Air France. Uma vez no Charles de Gaulle, os visitantes encontram um serviço regular de trem de alta velocidade, chamado TGV, que sai direto do aeroporto e leva duas horas para chegar a Dijon.

Trem: Os trens convencionais, incluindo os da empresa Eurostar, conectam Dijon a Paris e à maioria dos principais centros da França, além de muitos outros destinos europeus.

Carro: Dijon conecta-se a Paris pela rodovia A6 e a Strasburg, na Alemanha, pela A36. Outras rotas conectam-se a Luxemburgo, Bélgica e Suíça.

Ônibus: A empresa Eurolines liga Dijon a diversas cidades na França e em toda a Europa. Uma passagem ida e volta de Paris a Dijon custa a partir de EUR 41.

Onde se hospedar em Dijon

Quem deseja requinte vai adorar a mansão privada do século 17 convertida no Hôtel du Palais. No Le Chambellan, você tem a chance de se hospedar em quartos limpos e confortáveis em um prédio que data de 1730. Já o Grand Hotel La Cloche é um hotel cinco estrelas que oferece uma localização privilegiada, bem no coração da cidade.

Bairros populares em Dijon
Dijon0
Foto: Reprodução / Francia Turismo

E aqui que você encontrará charmosas ruas repletas de construções medievais, muitas com os telhados multicoloridos comuns na região, além de atrações como o Tour Philippe le Bon, uma torre do século 15 que proporciona uma vista panorâmica deslumbrante da cidade e do campo.

Esta área ao norte do centro da cidade é onde você encontrará a estação de trem, juntamente com muitos hotéis como o Hôtel Montigny e o Kyriad Dijon Gare.

Este bairro moderno é em grande parte residencial, ideal para quem busca tranquilidade e silêncio. Há algumas boas acomodações e várias opções de restaurantes e pizzarias.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Kayak. Foto de Portada Divulgação / Explore France. Edição, Área Jornalística Oitravels.

Reservamo-nos o direito de corrigir eventuais erros de publicação deste material, Oitravels não é responsável por material gráfico que não expresse claramente o copyright.

InShot_20220614_091601977

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: